Entendendo o comando Join SLQ

Fala galera! Venho aqui neste post, mostrar à você que não entendei muito dos comandos Joins em sql como eles funcionam, e assim, desmitificar essa parada! Vamos lá.

Joins SQL são usados ​​em uma consulta SQL para recuperar dados de várias tabelas. A SQL JOIN é efetuada sempre que duas ou mais tabelas são unidas em uma instrução SQL. 

Existem 4 tipos diferentes de SQL join:

  • SQL INNER JOIN (ou às vezes chamado de join simples)
  • SQL LEFT OUTER JOIN (ou às vezes chamado LEFT JOIN)
  • SQL RIGHT OUTER JOIN (ou às vezes chamado RIGHT JOIN)
  • SQL FULL OUTER JOIN (ou às vezes chamado FULL JOIN)

Você já deve ter escrito uma instrução SQL que usa um INNER JOIN. É o tipo mais comum de Join. SQL INNER JOINS retornam todas as linhas de várias tabelas onde a condição de junção é satisfeita. 

SQL INNER JOIN SINTAXE  

A sintaxe para o SQL INNER JOIN é:


SELECT columns
FROM table1 
INNER JOIN table2
ON table1.column = table2.column;

ILUSTRAÇÃO VISUAL DE SQL INNER JOIN

Neste diagrama visual, o SQL INNER JOIN retorna a área sombreada:

SQL

O SQL INNER JOIN retornaria os registros onde tabela1 e tabela2 se cruzam.

SQL INNER JOIN EXEMPLOS

Aqui está um exemplo de uma INNER SQL JOIN:


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers 
INNER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Este SQL INNER JOIN iria retornar todas as linhas dos fornecedores e mesas de encomendas onde há um valor supplier_id correspondente em ambos os fornecedores e mesas de ordens.

Vejamos alguns dados para explicar como o INNER JOINS trabalham:

Nós temos uma tabela chamada Suppliers com dois campos (supplier_id supplier_name). Ele contém os seguintes dados:

supplier_idsupplier_name
10000IBM
10001Hewlett Packard
10002Microsoft
10003NVIDIA

Nós temos uma outra tabela chamada orders com três campos (ORDER_ID, supplier_id e order_date). Ele contém os seguintes dados:

order_idsupplier_idorder_date
500125100002003/05/12
500126100012003/05/13
500127100042003/05/14

Se executar a instrução SQL (que contém um INNER JOIN) abaixo:


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers
INNER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Nosso conjunto de resultados ficaria assim:

supplier_idnomeorder_date
10000IBM2003/05/12
10001Hewlett Packard2003/05/13

As linhas para Microsoft e NVIDIA da tabela do Suppliers seria omitida, desde 10002 e 10003 não existem do supplier_id em ambas as tabelas. A linha para 500127 (order_id) da tabela de ordens seria omitido, uma vez que o 10004 supplier_id não existe na tabela de fornecedores.

ANTIGO SQL SINTAXE INNER JOIN

Como nota final, vale a pena mencionar que o SQL INNER JOIN acima poderia ser reescrita usando a sintaxe implícita mais velha da seguinte forma (mas ainda recomendo usar o INNER JOIN com palavra-chave):


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers, orders
WHERE suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;

SQL LEFT OUTER JOIN

Outro tipo de associação é chamada de LEFT OUTER JOIN . Este tipo de JOIN retorna todas as linhas da tabela da esquerda especificadas na condição ON e apenas as linhas da outra tabela onde os campos associados são iguais (se a junção da condição for atendida).

SQL LEFT OUTER JOIN SINTAXE

A sintaxe para o SQL LEFT OUTER JOIN é:


SELECT columns
FROM table1
LEFT [OUTER] JOIN table2
ON table1.column = table2.column;
Em alguns bancos de dados, o LEFT OUTER JOIN com palavras-chave são substituídos por LEFT JOIN.

VISUAL ILUSTRAÇÃO DE SQL LEFT OUTER JOIN

Neste diagrama visual, o SQL LEFT OUTER JOIN retorna a área sombreada:

SQL

O SQL LEFT OUTER JOIN retornaria os todos os registros da tabela 1 e somente os registros da tabela2 que se cruzam com a tabela 1 .

SQL LEFT OUTER JOIN EXEMPLOS

Aqui está um exemplo de um SQL junção externa esquerda:


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers
LEFT OUTER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Este LEFT OUTER JOIN iria retornar todas as linhas da tabela de Suppliers e apenas as linhas da tabela de pedidos, onde os campos associados são iguais.

Se um valor supplier_id na tabela de Suppliers não existe na tabela de pedidos, todos os campos na tabela de orders será exibido como <null> no conjunto de resultados.
Vejamos alguns dados para explicar como LEFT OUTER JOINS trabalham:

Nós temos uma tabela chamada Suppliers com dois campos (supplier_id e supplier_nome). Ele contém os seguintes dados:

supplier_idsupplier_name
10000IBM
10001Hewlett Packard
10002Microsoft
10003NVIDIA

Temos uma segunda tabela chamada orders com três campos (ORDER_ID, supplier_id e order_date). Ele contém os seguintes dados:

order_idsupplier_idorder_date
500125100002003/05/12
500126100012003/05/13

Se executarmos a instrução SQL (que contém uma associação externa à esquerda):


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers
LEFT OUTER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Nosso conjunto de resultados ficaria assim:

supplier_idsupplier_nameorder_date
10000IBM2003/05/12
10001Hewlett Packard2003/05/13
10002Microsoft<null>
10003NVIDIA<null>

As linhas para Microsoft e NVIDIA seriam incluída porque um LEFT OUTER JOIN foi usado. No entanto, você vai notar que o campo order_date para esses registros contém um valor <null>.

ANTIGa SINTAXE SQL LEFT OUTER JOIN 

Como nota final, vale a pena mencionar que o LEFT OUTER JOIN acima poderia ser reescrito usando a sintaxe implícita mais velha que utiliza o operador de junção externa (+) da seguinte forma (mas ainda recomendamos o uso do LEFT OUTER JOIN com palavra-chave):


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers, orders
WHERE suppliers.supplier_id = orders.supplier_id(+);

SQL RIGHT OUTER JOIN

Outro tipo de associação é chamada de SQL RIGHT OUTER JOIN . Este tipo de JOIN retorna todas as linhas da tabela do lado direito especificados na condição ON e apenas as linhas da outra tabela onde os campos associados são iguais (se a junção da condição for atendida).

RIGHT OUTER JOIN SQL SINTAXE

A sintaxe para o SQL RIGHT OUTER JOIN é:


SELECT columns
FROM table1
RIGHT [OUTER] JOIN table2
ON table1.column = table2.column;
Em alguns bancos de dados, o RIGHT OUTER JOIN com palavras-chave são substituídos por RIGHT JOIN.

VISUAL ILUSTRAÇÃO DE SQL RIGHT OUTER JOIN

Neste diagrama visual, o SQL RIGHT OUTER JOIN retorna a área sombreada:

SQL

O SQL RIGHT OUTER JOIN retornaria os todos os registros da tabela2 e somente os registros da tabela 1 que se cruzam com tabela2 .

SQL RIGHT OUTER JOIN EXEMPLOS

Aqui está um exemplo de um SQL rigth outer join:


SELECT orders.order_id, orders.order_date, suppliers.supplier_name
FROM suppliers
RIGHT OUTER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Este RIGHT OUTER JOIN retornaria todas as linhas da tabela de pedidos e apenas as linhas da tabela de suppliers, onde os campos associados são iguais.

Se um valor supplier_id na tabela de pedidos não existe na tabela de suppliers, todos os campos na tabela de suppliers seram apresentado como <null> no conjunto de resultados.

Vejamos alguns dados para explicar como RIGHT OUTER JOINS trabalham:
Nós temos uma tabela chamada suppliers com dois campos (supplier_id e supplier_nome). Ela contém os seguintes dados:

supplier_idsupplier_name
10000Maçã
10001Google

Temos uma segunda tabela chamada orders com três campos (ORDER_ID, supplier_id e order_date). Ela contém os seguintes dados:

order_idsupplier_idorder_date
500125100002013/08/12
500126100012013/08/13
500127100022013/08/14

Se executar a instrução SQL (que contém uma rigth outer join) abaixo:


SELECT orders.order_id, orders.order_date, suppliers.supplier_name
FROM suppliers
RIGHT OUTER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Nosso conjunto de resultados ficaria assim:

order_idorder_datesupplier_name
5001252013/08/12Maçã
5001262013/08/13Google
5001272013/08/14<null>

A linha para 500127 (order_id) seriam incluídas porque um RIGHT OUTER JOIN foi usado. No entanto, você vai notar que o campo supplier_name para esse registro contém um valor <null>.

ANTIGO SINTAXE SQL RIGHT OUTER JOIN 

Como nota final, vale a pena mencionar que o RIGHT OUTER JOIN acima poderia ser reescrito usando a sintaxe implícita mais velha que utiliza o operador de junção externa (+) da seguinte forma (mas ainda recomendo usar o RIGHT OUTER JOIN com palavra-chave):


SELECT orders.order_id, orders.order_date, suppliers.supplier_name
FROM suppliers, orders
WHERE suppliers.supplier_id(+) = orders.supplier_id;

SQL FULL OUTER JOIN

Outro tipo de associação é chamado de SQL FULL OUTER JOIN . Este tipo de JOIN retorna todas as linhas da tabela do lado esquerdo e do lado direito da tabela com valores nulos no lugar onde a condição de junção não é satisfeita.

SQL FULL OUTER SINTAXE JOIN

A sintaxe para o SQL FULL OUTER JOIN:


SELECT columns
FROM table1
FULL [OUTER] JOIN table2
ON table1.column = table2.column;
Em alguns bancos de dados, o FULL OUTER JOIN são substituídos por FULL JOIN.

VISUAL ILUSTRAÇÃO DE SQL FULL OUTER JOIN

Neste diagrama visual, o SQL FULL OUTER JOIN retorna a área sombreada:

SQL

O SQL FULL OUTER JOIN retornaria os todos os registros de ambos tabela1 e tabela2 .

SQL FULL OUTER JOIN EXEMPLOS

Aqui está um exemplo de um SQL FULL OUTER JOIN:


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers
FULL OUTER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Este FULL OUTER JOIN retorna todas as linhas da tabela de suppliers e todas as linhas da tabela de pedidos e sempre que a condição de junção não for atendida, <nulls> seriam estendidas aos campos no conjunto de resultados.

Se um valor supplier_id na tabela de suppliers não existe na tabela de pedidos, todos os campos na tabela de orders seriam exibidos como <null> no conjunto de resultados. Se um valor supplier_id na tabela de pedidos não existe na tabela de suppliers, todos os campos na tabela de suppliers seram apresentados como <null> no conjunto de resultados.

Vejamos alguns dados para explicar como FULL OUTER JOINS:

Nós temos uma tabela chamada fornecedores com dois campos (supplier_id e supplier_nome). Ele contém os seguintes dados:

supplier_idsupplier_name
10000IBM
10001Hewlett Packard
10002Microsoft
10003NVIDIA

Temos uma segunda tabela chamada orders com três campos (ORDER_ID, supplier_id e order_date). Ele contém os seguintes dados:

order_idsupplier_idorder_date
500125100002013/08/12
500126100012013/08/13
500127100042013/08/14

Se executar a instrução SQL (que contém uma full outer join) a seguir:


SELECT suppliers.supplier_id, suppliers.supplier_name, orders.order_date
FROM suppliers
FULL OUTER JOIN orders
ON suppliers.supplier_id = orders.supplier_id;
Nosso conjunto de resultados ficaria assim:

supplier_idsupplier_nameorder_date
10000IBM2013/08/12
10001Hewlett Packard2013/08/13
10002Microsoft<null>
10003NVIDIA<null>
<null><null>2013/08/14

As linhas para Microsoft e NVIDIA seriam incluídas porque um full outer join foi usado. No entanto, você vai notar que o campo order_date para esses registros contém um valor <null>.

A linha para supplier_id 10004 seriam também incluídos porque um  full outer join foi usado. No entanto, você vai notar que o supplier_id e campo supplier_name para esses registros contêm um valor <null>.

Veja agora este diagrama para memorizar de uma vez por todas como estas funções trabalham:


É isso ai galera, espero que tenham gostado! Até a próxima!

De seu amigo Bruno Rafael.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Algorítimo Para Validar Cpf Segundo Receita Federal em Java

Executar Audio em Java Swing

Gerenciamento de projetos: Introdução, Experiência e Estudo - Parte I